O Conclave - Bento XVI

O Conclave - Bento XVI

 

Segundo o vaticanista Lucio Brunelli. sem querer estabelecer uma verdade absoluta sobre o resultado final do conclave, fato que certamente esbarra no segredo imposto aos cardeais pela Constituição Apostólica Universi Dominici gregis, na primeira votação, de 18 de abril de 2005,ocorrida por volta das 18:00h, Joseph Ratzinger obteve 47 votos, contra 10 votos de Jorge Mario Bergólio, arcebispo de Buenos Aires e 9 votos para Carlo Maria Martini, arcebispo emerito de Milão. Na segunda votação no dia seguinte, ainda segundo Brunelli, Joseph Ratzinger teria tido aproximadamente 60 votos. Na terceira votação, na manhã de 19 de abril, Ratzinger obteve 72 votos, contra 40 de Jorge Mario Bergoglio. Na votação encerrada na tarde de 19 de abril, Joseph Ratzinger obteve 84 votos, contra 26 de Jorge Mario Bergoglio. Mas, Brunelli, como dito, em razão do segredo de ofício imposto aos cardeais sob pena de excomunhão, não tem nenhuma fonte fidedigna que ampare essas suas suposições.

Aos 78 anos, o Cardeal Joseph Ratzinger foi eleito papa pelo colégio de cardeais. O conclave findo em 19 de abril de 2005 foi um dos mais rápidos da história, tendo apenas quatro votações e duração de apenas 22 horas. No dia 24 de abril do mesmo ano tomou posse em cerimônia na Basílica de São Pedro em Roma.

A fumaça branca saiu da chaminé da Capela Sistina às 17h50 daquele 19 de Abril (hora do Vaticano). O nome do cardeal alemão foi anunciado cerca das 18h40 locais, da varanda da Basílica de São Pedro, onde o novo Papa surgiu minutos depois usando o solidéu branco, aclamado por milhares de pessoas que preenchiam a Praça de São Pedro, o coração do Vaticano.

Pesquisa Realizada no Site: 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Papa_Bento_XVI#Biografia